8º CINECULT

CineCult Ambiental: O debate da crise ambiental na sociedade vem se expandindo desde a década de 1980. A exemplo de novos espaços de veiculação das questões ambientais, surgiram os festivais de cinema ambiental. Apesar de uma aparência homogênea, o debate é bem divergente, múltiplo e conflituoso, onde várias problematizações se fazem necessárias sobre as representações relacionadas à temática ambiental, bem como a explicitação dos conflitos socioambientais, reflexões sobre a questão da ‘água’, ‘extrativismo’, ‘povos e lugares’ etc. Tudo com o objetivo de encontrar as lacunas e os pontos de partida para a emancipação e equilíbrio socioambiental na sociedade contemporânea.

O termo “Cinema Ambiental” é utilizado em diversos contextos, suscitando interesses atinentes a grupos diversos, e as concepções de Cinema Ambiental dependem das concepções ambientais dos sujeitos que a denominam, sendo que, nos festivais, diversos critérios se fazem presentes. Por fim, há um grande reconhecimento sobre o potencial educador dos filmes ambientais, na perspectiva de uma Educação Ambiental Crítica. Assim, o “CineCult Ambiental” do mês de agosto apresenta o documentário “O SAL DA TERRA”.

Sinopse:
Nos últimos 40 anos, o fotógrafo Sebastião Salgado tem viajado através dos continentes, aos passos de uma humanidade sempre em mutação. Ele testemunhou alguns dos principais eventos da nossa história recente; conflitos internacionais, a fome e o êxodo. Ele agora embarca na descoberta de territórios imaculados, da flora e da fauna selvagem e de paisagens grandiosas como parte de um enorme projeto fotográfico. Uma homenagem à beleza do planeta.

Detalhes:
Dirigido por Juliano Ribeiro Salgado e Win Wenders, o documentário foi lançado no Brasil em setembro de 2014, envolvendo o Brasil, a França e a Italia na produção. Seu título original é “Le Sel de la Terre”. Não recomendado para menores de 12 anos, e com duração de 110min.

O longa é quase uma biografia do fotógrafo Sebastião Salgado. No entanto, foi escolhido para esta edição temática do CineCult por conta do trabalho ambiental realizado por ele no Instituto Terra e seu ensaio fotográfico intitulado ‘Gênesis’, que foi considerado por Sebastião como sua homenagem ao planeta. Depois de todo um relato de tristeza perante várias situações de conflitos socioeconômicos e ambientais, ele nos mostra que ainda é possível reverter nossa situação de declínio socioambiental.

Após a exibição, convidamos todos a participar de uma conversa sobre o tema meio ambiente, com a mediação do Prof. Dr. Alexandre caldeirão, que possui especialização na área.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s