DEVOLUTIVA: Semana Integrada LGBTQ+

No mês de junho a UNIPAMPA ficou de fato colorida, como havia sido proposto pelo PET Produção e Política Cultural. Muito babado, brilho, glitter e lacração! Temas do universo LGBTQ+ foram propostos durante toda a semana por meio de ações de ensino, pesquisa e extensão entre os dias 26 e 30/06/2017. Também apresentamos multilinguagens artísticas através da “Semana de artes integradas LGBTQ+”. Foram dias intensos de debates conscientizadores sobre transfobia, homofobialesbofobia e bifobia. Durante os encontros foi possível trazer todas as siglas representativas para que, individualmente, pudessem falar e expressar seus universos. Aproveitamos esse momento para agradecer as parcerias adquiridas neste evento com Coletivo de Mujeres Del Uruguai e Coletivo LGBT RB (Rio Branco, Uruguai), em especial aos que participaram como debatedores durante esta semana.  Muito obrigadx! 

Iniciamos a nossa semana no dia 26/06 com um debate sobre lgbtfobia além de uma pequena exposição no Círculo Operário. Na mesa de debate tivemos representações uruguaias, de discentes e moradores da cidade de Jaguarão. No público tivemos a presença docentes e discentes da Unipampa bem como de moradores da cidade. Debatemos algumas problemáticas como a atuação dos coletivos lgbt uruguaios, a saúde da população lgbt, casos de homofobia e transfobia e questões trabalhistas.

No dia 28, o CINECULT exibiu o longa-metragem francês Tomboycompondo as atividades. O longa-metragem de ficção retrata um período da vida de uma menina, no qual ela decide fingir ser um menino, criando novas amizades e, inclusive, laços românticos. A sessão teve início às 18h30 e aconteceu no hall de entrada da universidade, contando com a presença da discente de pedagogia Crismara Valério Gaia como debatedora. Crismara trouxe para o debate a importância de compreender o mundo das crianças para ajudá-las e apoiá-las, ao invés de impor, para mais gerações, as caixinhas da vida em sociedade. 

A partir do filme foram levantadas questões sobre a imposição de gêneros na infância: a liberdade para brincar, os tipos de roupas, os esportes, os grupos de amigos entre outros temas, culminando na problemática daquilo que está dado às crianças pela sociedade patriarcal e como isso afeta suas vidas, de maneira física, psicológica e social. As “escolhas” nem sempre são realmente tomadas. 

Dando continuidade ao evento, no dia 29 foi apresentado o (tão esperado) Prêmio Salto de Ouro, tendo como convidados e compondo o júri, duas pessoas representantes do tema na cidade de Jaguarão: Junior da Rosa (TV Jaguar) e a maravilhosa Drag Queen Kocky Busnadiego. O evento trouxe a proposta de ocupação espacial da universidade e de recepção de todos os tipos de públicos, internos e externos à universidade . Foi improvisada uma passarela para que as 5 participantes inscritas apresentassem seus talentosOs estudantes da UNIPAMPA e público da cidade compareceram em peso e se divertiram com a performance artística apresentada. Nós do PET-PPC ficamos muito felizes com o resultado da proposta e de como foi abraçada por todas e todosAno que vem prometemos voltar com mais brilho, mais experiência e mais força em produção cultural sobre o tema.  

Por fim, no dia 30 foi realizado e apresentado o monólogo teatral  “Dama da Noite”, do conto homônimo de Caio  Fernando Abreu,  a realização do espetáculo foi uma parceria do PET-PPC com o petiano e ator Breno Santareno, a partir da proposição do também ator e bolsista PET Renato Vieira. O monólogo encerrou a Semana LGBTQ+, na qual a receptividade do público foi extremamente acolhedora e positiva. Apesar da colisão da data do espetáculo com demais atividades da cidade de Jaguarão e com a paralisação nacional contra a reforma da previdência social, a apresentação contou com a presença considerável de espectadores e agregou o tema LGBTQ+ ao debate político do dia. 

A peça, sua produção e seu desenvolvimento despertou, incentivou e demarcou a possibilidade de criação de um movimento de Teatro Universitário Unipampa, criado, realizado e produzido por discentes do campus Jaguarão. A ideia tem possibilidade de constituição de um grupo de estudos teatrais e fomento à cultura através desta importante linguagem que é o teatro. Pretende-se produzir espetáculos e com isso possibilitar mais um possível campo de atuação aos discentes que tiverem interesse nesta área de Produção de Espetáculos Teatrais. Desde já o petiano e ator Breno Santareno e o grupo PET Produção e Política Cultural agradecem a presença e carinho de todxs, e aos elogios voltados a acuidade da realização deste monólogo. Evoé, axé e muita merda! E que espetáculos mais possamos produzir. 

Esperamos que até Junho de 2018 possamos evoluir com as linguagens artísticas e trazer ainda mais atividades, mais atrações, e mais militância. A comunidade LGBTQ+ (r)existe e precisa ser cada vez mais ouvida.  

Permita-se. Seja livre. Seja Fabuloso.

Agradecemos a todas e todos que participaram de nossas atividades. 
PET PRODUÇÃO E POLÍTICA CULTURAL
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s