Devolutiva CineCult: El Último Tren

Na última segunda-feira, dia 23 de outubro de 2017, foi realizada a segunda exibição da Mostra de Cinema Uruguaio, com o filme El Último Tren. A obra retrata de uma maneira muito bonita o valor da memória e do patrimônio para as sociedades, uma dimensão que o capitalismo opera para ser esquecida no século XXI. A produção evoca um debate já muito conhecido pelo campo da cultura e também da história sobre até que ponto o valor monetário de uma propriedade pode se sobrepor e se fazer mais importante do que o valor histórico, simbólico e cultural que formam um patrimônio.
Com uma frase emblemática “El patrimônio no se vende!”, o diretor Diego Arsuaga conduz a história de luta de três homens pelos seus ideais, mas muito acima disso, pela preservação de uma memória e também do imaginário que atinge e perpassa diversas gerações.
elultimotrem

Devolutiva Cinecultinho: Ponyo – Uma amizade que veio do mar.

No auditório da UNIPAMPA, campus Jaguarão, no último dia 21/10/17 aconteceu mais uma edição do CineCultinho do PET-PPC, que contou com a presença e parceria de alunos do Programa de Iniciação à Docência (PIBID), do curso de letras do Campus.  Nesta edição foi exibido para os pequenos a animação japonesa “Ponyo – uma amizade que veio do mar”, inspirado no clássico “A pequena Sereia” de Hans Christian Andersen, escrita em 1837. O filme que encantou as crianças e os adultos que estavam presentes conta a história de uma uma peixinha que consegue escapar da vigia do seu pai, no fundo do mar, para conhecer o mundo da superfície. Aqui em cima, ela conhece um menino de 5 anos, Susuke, que a salva de uma morte causada pela sujeira deixada pelos humanos nos oceanos. Com seus poderes mágicos, ela cresce braços e pernas, e ganha um novo amigo. Um dos pontos mais fortes da animação é justamente a lembrança em relação a poluição dos mares, além da importância de aceitação do outro, independentemente de qualquer coisa, sem qualquer juízo de valores. A amizade entre os dois personagens é o que mais cativa nesta animação. Um filme simples e cheio de símbolos e significados importantes para todos.  Ao contrário da obra original, que inspirou a animação de Hayao Miyazaki, que trata a história de amor entre uma sereia e um humano (entre um homem e uma mulher), “Ponyo” traz para seu universo apenas o significado do amor, amor fraternal, um amor equivalente ao de irmãos, que vai se desenrolado no decorrer do filme, que nos envolve com toda sua magia, aguçando o imaginário de quem o assiste.

Esta exibição foi a última do ano de 2017, mas no ano que vem estamos de volta com o projeto e todo vapor, trazendo mais entretenimento, diversão e arte para a criançada da Vila Kennedy. Até lá!

Ponyo Cinecultinhocinecultinho1cinecultinho2

CINECULTINHO: PONYO – UMA AMIZADE QUE VEIO DO MAR

Ponyo Cinecultinho

O CineCultinho exibe no mês de outubro o filme Ponyo – Uma Amizade Que Veio do Mar

No mês das crianças, o CineCultinho traz a beleza da animação Ponyo – Uma Amizade Que Veio do Mar.

Carregado de cores que conquistam o público, o filme aborda de uma maneira mágica temas como o meio ambiente e a importância do cuidado com o planeta e com os seres vivos que aqui habitam, além de demonstrar através de uma cativante e inocente amizade entre os personagens principais, a empatia, a generosidade e o amor, por meio do olhar mais adequado para isso, o da criança.

A produção infantil pode e deve ser vista por todas as idades, levando o público a refletir sobre os caminhos simples trilhados na infância e que deixamos para trás quando crescemos.

Junte toda a família e amigos e venha para o CineCultinho assistir com a gente essa linda animação.

SINOPSE:

O garoto Sosuke encontra um peixinho dourado preso em uma garrafa e decide libertá-lo, sem saber que se trata da deusa do mar Ponyo. Filha de um poderoso mago, ela se comove com a atitude do menino e usa a magia do pai para se transformar em humana.

INFORMAÇÕES:

  • Quando: Sábado, 21 de outubro de 2017, às 14h
  • Onde: Unipampa
  • Título original: Gake no ue no Ponyo
  • Direção: Hayao Miyazaki
  • Duração: 101 minutos
  • Classificação: Livre

Devolutiva: V COCAAL – Colóquio de Cinema e Arte da América Latina

21727966_861953727302911_2211847135900924621_n

V COCAAL – Colóquio de Cinema e Arte da América Latina

O V COCAAL ocorreu entre os dias 12 e 15 de setembro na Universidade Anhembi Morumbi, em São Paulo/SP.  Bolsistas, ex bolsistas e a tutora PET-PPC puderam contribuir com apresentações de seus trabalhos. A bolsista Damaris apresentou o trabalho intitulado “A relevância do cinema experimental em museus e centros culturais de arte contemporânea”, no dia 13 de setembro, que compôs o GT de Cinema e Artes Visuais. Ainda no dia 13, o trabalho do bolsista Bruno Rodrigues titulado “O protagonismo do ICAU nas políticas cinematográficas para o documentário no Uruguai” foi apresentado e discutido pela tutora Carla Rabelo, que no mesmo GT também expôs a “Produção e Política Cinematográfica no Peru”. A bolsista Karina realizou juntamente com a bolsista Gezilane Silvestre o trabalho “Coletivo Nós Madalenas – Mulheres Negras no fazer cinematográfico num cenário de ausências em políticas públicas”, o qual foi apresentado no dia 14 de setembro, integrando o GT Cinema, Economia e Política Cultural. Esse GT contou também com a participação da ex bolsista Milena Almeida com apresentação do trabalho “Elas na Direção: produção e política cinematográfica brasileira por e para mulheres” e de Thais Raposo com “Política cultural e cinematográfica para Lésbicas”. A participação no V COCAAL permitiu trocas de experiências significativas relacionadas ao cinema e questões de produção cultural. Para além das apresentações, o grupo PET- Produção e Política Cultural também pode contribuir com a realização do evento.

CINECULT – Mostra Cinema Uruguaio

22279771_873435249488092_1828397458526131240_n

A Mostra de Cinema Uruguaio acontecerá no mês de outubro

No mês de outubro o PET Produção e Política Cultural realizará através de seu projeto de ensino CineCult, a 1ª Mostra de Cinema Uruguaio na Universidade Federal do Pampa. A mostra exibirá quatro filmes contemporâneos uruguaios, que em suas temáticas abordam temas variados, como: Instituições Culturais, Memória e Patrimônio além de Rebeldia, Juventude e um olhar latinoamericano às questões que nos cercam. Os filmes exibidos serão:

LA VIDA ÚTIL

Texto curatorial:

Cultura e lucro são distintos, ou devem ser aliados em uma instituição cultural? A palavra ‘valor’ empregada economicamente, tem o mesmo significado para a cultura? La Vida Útil faz menção ao que vez ou outra, ocorre em espaços culturais que por ausência de investimentos ou público cativo, se vê fadado a encerrar suas atividades, porque simplesmente, não gera lucro. A cultura retratada a partir de seu suposto valor de mercado é uma das principais vertentes deste drama de Federico Veiroj.

Sinopse (Portal MakingOff):

Jorge ainda vive com seus pais, aos 45 anos. Ele trabalha como programador e assistente técnico na cinemateca há 25 anos e tem, também, um programa de rádio em Montevidéu no qual faz entrevistas e fala de filmes. Sua vida é consumida pelos filmes. Como o público caiu, a cinemateca fecha, deixando Jorge desempregado. Pela primeira vez ele é forçado a mudar sua maneira de viver para se adaptar a um novo mundo.

Ficha técnica e informações:

Data: 11/10
Horário: 19h
Local: Auditório da Unipampa
Classificação: Livre
Gênero: Drama
Diretor: Federico Veiroj
Duração: 70 minutos
Ano de Lançamento: 2010
País de Origem: Uruguai / Espanha

EL ÚLTIMO TREN

Texto curatorial:

O filme El Último Tren propõe uma discussão acerca do patrimônio cultural e da indústria cultural. Se por um lado a história retrata a essência do patrimônio, por outro põe em cheque os avanços gerados pela “locomotiva” do capital. O filme suscita uma reflexão contemporânea sobre o fazer cultural. El Último Tren é uma obra icônica do cinema uruguaio e provoca um debate honesto sobre a produção cultural.

Sinopse (Adoro Cinema):

Um poderoso estúdio de Hollywood comprou uma histórica locomotiva uruguaia do século 19, para ser usada em um filme. Ainda que a notícia seja motivo de orgulho para muitos uruguaios, não tem a mesma recepção entre os membros da Associação de Amigos do Riel, composta por anciãos que foram funcionários da antiga empresa estatal de trens. Resolvidos a boicotar o envio da locomotiva para os Estados Unidos, três senhores e um menino sequestram a máquina e passam a circular com ela pelas vias abandonadas do interior do país. Eles se deparam com diferentes reações, que vão da perseguição das autoridades até a solidariedade de pessoas que veem neles uma luz de esperança.

Ficha técnica e informações:

Data: 20/10
Horário: 19h
Local: Auditório da Unipampa
Classificação: Livre
Gênero: aventura | drama
Diretor: Diego Arsuaga
Duração: 94 minutos
Ano de Lançamento: 2002
País de Origem: Uruguai| Espanha | Argentina

TANTA ÁGUA

Texto curatorial:

Tanta Água é uma obra das cineastas uruguaias, Ana Guevara e Leticia Jorge Romero, uma comédia dramática familiar, em que Alberto (Néstor Guzzini) , pai divorciado, resolve levar seus dois filhos, o menino Federico (Joaquín Castiglioni) e a Lúcia (Malú Chouza) de montevidéo para férias nas Termas de Arapey, no Uruguai. Alberto pega os filhos super empolgado pra viagem, com expectativa de momentos maravilhosos, porém só chove e cada dia que passa, chove muito mais. Desta maneira fica difícil a diversão fora de onde estão hospedados, causando tédio e desconforto entre eles, principalmente em Federico e Lúcia, assim se desenrolam muitos conflitos e Alberto se depara com muitas dificuldades na relação com os filhos, em particular com a filha adolescente, que está no momento de transição do seu corpo e descoberta sexual. Apesar dos desentendimentos, a viagem é marcada por muitas descobertas, aprendizagem e amizade.

Sinopse (Adoro Cinema):

Alberto e seus filhos, Lucía e Frederick, decidem passar as férias nas Termas de Arapey. Quando a chuva começa a afetar os ânimos, Alberto resolve animar a família, mas acaba batendo de frente com a pré-adolescente Lucía. Esta viagem vai marcar a vida de todos com muitos momentos de amizade, discussões e descobertas.

Ficha técnica e informações:

Data: 26/10
Horário: 16h
Local: Sala 208 – Unipampa
Classificação: 14 anos
Gênero: Drama
Diretor: Ana Guevara e Leticia Jorge
Duração: 102 minutos
Ano de Lançamento: 2013
País de Origem: Uruguai / México / Holanda / Alemanha

25 WATTS

Texto curatorial:

Através da utilização dos recursos de filmagem em preto&branco e  de planos que em sua maioria são fixos, os diretores Pablo Rebella e Pablo Stoll, buscam narrar nesta comédia a vida cotidiana de três jovens personagens, que ao longo de um período de 24 horas evidenciarão que a juventude, mesmo que marginalizada, não deixa de ser feliz com as pequenas coisas que a vida tenha à oferecer, como a ociosidade imposta pelo ritmo social numa cidade como Montevidéu. Criativos ou não, inteligentes ou não, ainda assim essa geração esquecida carece de ambição e perspectiva de um futuro melhor, que através de suas reflexões e humor, numa cidade tediosa onde nada acontece, torna relevante a necessidade de se pensar uma produção de políticas culturais voltadas para estes indivíduos.

Sinopse (Lista de 10):

24 horas da vida de três jovens perdedores em Montevidéu, um trabalha dirigindo um tosco carro de som pela cidade, o segundo tem que estudar para passar em uma prova de italiano, mas está apaixonado pela professora, o último só quer assistir um filme pornô que alugou. Ao longo do dia, eles esbarram nos mais estranhos tipos, retrato da juventude que sobrou no país.

Ficha técnica e informações:

Data: 30/10
Horário: 19h
Local: Auditório da Unipampa
Classificação: 7 anos
Gênero: Comédia / Drama
Diretor: Juan Pablo Rebella e Pablo Stoll
Duração: 1h 31mn
Ano de Lançamento: 2001
País de Origem: Uruguai